10 mitos sobre Marketing Digital que você precisa deixar para trás

Você sabe quais mitos do Marketing Digital podem estar freando seus resultados?

Assim como em qualquer outra área, é muito comum encontrar falsas verdades sobre essa estratégia. Ideias que foram disseminadas tantas vezes que são vistas como corretas. E é justamente isso que pode estar impedindo que você tenha bons resultados.

Quer ver alguns conceitos importantes desmistificados? Então acompanhe este post!

Mito 1: Marketing de Conteúdo é sobre minha empresa

Diferentemente do que muitas empresas fazem, o Marketing de Conteúdo é completamente voltado para as necessidades da persona (personagem semifictício que representa seu cliente ideal).

Seu intuito é sanar dúvidas, resolver problemas e compartilhar informações relevantes por meio de conteúdos de qualidade. Dessa forma, a persona é guiada pelo funil de vendas e consegue, ao final do processo, tomar sua decisão de compra com segurança.

Mito 2: Para produzir conteúdo é só estar inspirado

A produção de conteúdo, assim como qualquer outra atividade no Marketing Digital, exige um bom planejamento, pesquisa e muita dedicação.  

Esperar a inspiração chegar é sem dúvida a pior decisão que um profissional pode tomar. É como diria Thomas Edison: 1% é inspiração e os outros 99% transpiração.

Se o propósito é construir conteúdo de valor e com excelência para sua persona, você precisará transpirar muito até o conteúdo estar realmente bom.

Mito 3: “Nosso serviço garante o primeiro lugar no Google”

2017-10-17 (2).jpgUm erro muito comum das empresas é acreditar que o SEO fará milagres para colocar o site na primeira colocação do Google. Isso envolve muitas variáveis e é preciso entender como os algoritmos do Google trabalham.

Além de produzir conteúdos originais e relevantes, devidamente otimizados com práticas de SEO, usar corretamente as palavras-chaves e a linkagem interna e externa, é preciso estar atento à consistência das publicações.  

Não se engane, seus concorrentes e até mesmo o próprio Google são variáveis que dificilmente você conseguirá controlar.

Mito 4: Meus clientes não estão nas redes sociais

Aproximadamente 80% dos usuários da internet estão presentes nas redes sociais. Há cerca de 1 bilhão de usuários no Facebook e no YouTube, 400 milhões no Instagram e no LinkedIn e 300 milhões no Twitter. Com tantas pessoas conectadas a essas redes é pouco provável que seus consumidores não estejam lá.

Mas, se ainda sim você não acredita que esse seja o meio de comunicação preferido da sua persona, existem outras formas de alcançá-la.

O Marketing Digital não está fixado em um único tipo de estratégia, é possível usar Email Marketing, anúncios, entre tantos outros meios para alcançar seu cliente em potencial.

Mito 5: Mídias sociais só funcionam para quem impulsiona as publicações

Existem duas formas de você alcançar sua audiência: alcance pago e alcance orgânico. Contudo, o mais importante é saber em que momento usar cada um deles.

Se sua empresa tem o propósito de publicar algum conteúdo com foco na conversão — seja para conseguir mais leads ou realizar vendas, a melhor opção seria impulsionar a publicação para as pessoas que se encaixam no perfil da persona.  

Mas, se os conteúdos não forem uma oferta, o melhor a se fazer é publicá-los organicamente.

Mito 6: Não é preciso segmentar anúncios, quanto mais gente melhor!

Imagine que você tem um produto específico para o público feminino de meia idade, mas na hora de anunciar preferiu atingir todas as mulheres.   

Só porque você está impactando mais pessoas não significa que sua conversão será maior. Pelo contrário, você está comprometendo o retorno sobre o investimento (ROI) por falta de direcionamento.  

Se o produto é focado para mulheres de meia idade, será mesmo que as mais jovens vão se interessar?  

Dentro da sua audiência existe mais de um tipo de persona, com características e objetivos diferentes. Fazer uma única campanha para todos seria um grande desperdício, já que as conversões dariam resultados abaixo do esperado.

Caso o seu foco seja atingir as pessoas certas no momento certo, precisará segmentar sua comunicação e atingir um perfil específico. É essa personalização que traz resultados para o seu negócio.

 

Mito 7: Ninguém mais lê e-mail

Um grande problema que as empresas encontram hoje em dia é fazer com que os Leads abram os e-mails. Isso porque é muito comum que essas pessoas recebam spam, e todos fogem disso.

Mas, se sua empresa gera valor para sua audiência, é bem provável que seus leads queiram estender essa comunicação e continuar recebendo seus conteúdos.

Para isso, é importante que você tenha sempre em mente que seu cliente quer resolver problemas e não ficar recebendo ofertas o tempo todo.

Mito 8: A automação de marketing vai substituir o papel do vendedor

Os consumidores estão buscando cada vez mais informações antes da decisão de compra. Isso acontece principalmente quando os produtos desejados são mais caros ou complexos.

Nesse caso, a pessoa, para sentir segurança e realizar a compra, precisará de um vendedor que tire suas dúvidas, objeções e a encaminhe para a venda. Nada vai substituir a personalização que apenas um vendedor fará no processo de vendas.

A automação sem dúvidas é valiosa e traz muitas vantagens. Mas, no momento final de uma venda, o que importa é a capacidade do vendedor de encontrar os obstáculos que ainda impedem o futuro cliente de comprar, auxiliando-o no processo de decisão.  

Mito 9: Mensurar é algo que se faz apenas no final da execução da estratégia

2017-10-17 (5).jpgUma das grandes vantagens do Marketing Digital é a mensuração em tempo real. Assim que você lança uma nova campanha, já pode acompanhar sua performance. Caso não esteja indo tão bem quanto o esperado, é possível analisar, aperfeiçoar e alterar para melhorar os resultados.  

Fazer a mensuração só no final é um desperdício enorme de investimento. Além disso, é como usar o ambiente digital como se fosse o tradicional, deixando de lado os benefícios dessa estratégia.

Mito 10: Inbound Sales e Inside Sales são a mesma coisa

Existe uma pequena confusão entre os termos Inbound Sales e Inside Sales. O primeiro diz respeito aos leads gerados pelo Inbound Marketing, já o segundo é um modelo de vendas internas no qual os vendedores não precisam ir a reuniões presenciais com os clientes para realizarem vendas.

É possível que sua empresa escolha entre um e outro, ou ambos — que seria a melhor opção.

Como você pode perceber, existem diversos conceitos que são confundidos e ideias que são tidas como verdades absolutas.  

O que importa é que a partir de agora você tem mais clareza sobre os conceitos do Marketing Digital e poderá usá-lo da forma certa para tomar melhores decisões nas estratégias do seu negócio.